top of page
RePercussionTrio

pRÉMIOS

Sobre Nós

  • 2021 - Prémio Jovens Intérpretes no Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV)

  • 2017 - Prémio melhor espetáculo no Festival SET, atribuído pelo público

  • 2017 - 2º lugar, Categoria Júnior, CIMCA – Concurso Internacional de Música de Câmara da Cidade de Alcobaça

  • 2017 - Prémio de melhor interpretação de obra portuguesa, Categoria Júnior.

RePercussion Trio é um grupo de percussão, criado em 2016, composto por Alexandre Silva, Daniel Araújo e Jorge Pereira que se iniciou em repertório emblemático e tradicional para trio de percussão. Atualmente foca-se na divulgação da música contemporânea, experimental e performativa através do desenvolvimento de novas obras para trio de percussão, com a colaboração de compositores portugueses, e como grupo, na criação contemporânea de espetáculos. Durante o seu percurso artístico participou em festivais como o Cistermúsica, Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim e Harmos Festival. Além disso, esteve presente no 5º Encontro Internacional sobre Educação Artística e na International Chamber Music Conference em 2018.

Membros
Jorge Pereira

Jorge Pereira (n.1998) realizou a sua formação em percussão na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), onde obteve o grau de Mestre em ensino de música no ano de 2022, depois de concluir a licenciatura na mesma instituição em 2020, sob orientação dos professores Manuel Campos e Miquel Bernat.

Iniciou o seu percurso musical na Filarmónica Severense em 2007 e concluiu em 2016 o Curso Profissional de Instrumentista de Sopros e Percussão no Conservatório de Música da Jobra.

Ao longo das suas participações em concursos, foi vencedor em 2019 do Prémio Helena Sá e Costa em Duo, com o percussionista Daniel Araújo e conquistou o 3o lugar no XIII International Competition Paços Premium 2019, Percussion Competition.

Enquanto intérprete destaca-se as colaborações com o Drumming GP, Banda Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmonia das Beiras, MUDA’TE e Foco Musical.

Atualmente é professor de percussão no Conservatório de Música da Jobra.

Daniel Araújo

Daniel Fernando Oliveira Araújo (n.1996), é percussionista formado na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), tendo obtido o grau de Mestre em Ensino de Música em 2021 após ter concluído a licenciatura em Percussão em 2019 na mesma instituição.

Dos vários agrupamentos com quem já colaborou destacam-se a Orquestra Sinfónica do Porto - Casa da Música, Drumming Grupo de Percussão e Banda Sinfónica Portuguesa. Entre 2020 e 2021 integrou a orquestra do circo do Coliseu do Porto AGEAS.

Em concursos alcançou os seguintes prémios: Vencedor do prémio Helena Sá e Costa em duo com o percussionista Jorge Pereira (2019);

3º lugar em “Concurso Internacional de Percussão – Gondomar” (2018);

Prémio Scherzo Editions – Melhor interpretação da obra obrigatória da compositora residente Ângela da Ponte no “Concurso Internacional de Percussão – Gondomar” (2018);

2° lugar em “Italy Percussive Arts Society - Snare Drum Competition” Cat. B (2017);

3º lugar em “Tomarimbando – Snare Drum competiton“ Cat. B (2016).

Apresenta-se nos seguintes registos discográficos:

  • Peixinho Patriarca Percussão, Drumming GP, 2021;

  • Night & Day, Banda Sinfónica Portuguesa, 2020;

  • The Ghost Ship, Banda Sinfónica Portuguesa, 2018

 

Atualmente, é professor de percussão na Academia de Música de Oliveira de Azeméis.

Alexandre Silva

Alexandre Ferreira Silva (n. 1997) é um percussionista e performer profundamente dedicado ao desenvolvimento da música contemporânea. Tem sido reconhecido em vários concursos de prestígio. De salientar o 2º Prémio no Concours Nicati 2023, um 3º lugar no Prémio Jovens Músicos 2019 para Percussão em Portugal, o prémio Helena Sá e Costa 2020, e um notável 1º prémio para Snare Drum no “Festival Internacional Tomarimbando” 2017.

 

Com um portfólio diversificado de experiências, Alexandre tem colaborado e participado com vários festivais e grupos musicais de renome, como o Donaueschinger Musiktage, Darmstädter Ferienkurse, Drumming GP, Orquestra de Câmara Portuguesa, Basel Sinfonieorchester, Dresden Festival Orchestra e Neue Philharmonie München e é também reforço da Orquestra Filarmonia das Beiras. Na temporada 2014/2015 foi selecionado para integrar a Orquestra Portuguesa de Jovens (JOP).

Atualmente, frequenta o seu segundo mestrado em Música Contemporânea e Pedagogia na Musik-Akademie Basel, onde concluiu também, em 2022, o seu primeiro mestrado em performance sob a orientação de Christian Dierstein. Antes dos seus estudos em Basileia, Alexandre licenciou-se na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) no Porto, com Miquel Bernat e Manuel Campos.

bottom of page